Monday, 23 July 2018

RÉSEAU VOLTAIRE -- A NATO coordena a retirada dos «Capacetes Brancos»




A NATO coordena a retirada dos «Capacetes Brancos» 

  





A  retirada dos White Helmets ou «Capacetes Brancos» [1], solicitada pelo Reino Unido, foi mencionada durante a Cimeira dos Chefes de Estado e do Governo, dos países membros da NATO, ocorrida em 11 de Julho de 2018.
Foi, de facto, a Organização da Aliança Atlântica que coordenou a retirada de 422 Capacetes Brancos e das suas famílias com a ajuda de Israel e da Jordânia, visto que ambos estes países dispõem de um departamento de ligação no Quartel General de Bruxelas.
Se bem que a Aliança tenha supervisado os jihadistas durante sete anos, a partir da base de LandCom d’Izmir (Turquia), parece que é a primeira vez que a Aliança admite desempenhar uma actividade na Síria.
Esta retirada incluiu obviamente a supervisão de Forças Especiais Ocidentais, principalmente a SAS britânica.  
Esta operação foi possível devido à Rússia, que não interveio contra o comboio.
O Presidente Trump teria dado luz verde à Aliança para a saída de todo o pessoal ocidental envolvido na guerra secreta contra a Síria.
Sobre o mesmo assunto :
« Londres evacua os Capacetes Brancos da Síria », Réseau Voltaire, 20 juillet 2018
[1] «Londres saca de Siria a los “Cascos Blancos”», Red Voltaire, 20 de julio de 2018.


Londres evacua os Capacetes Brancos da Síria

  



O Reino Unido, os Estados Unidos e o Canadá vão evacuar várias centenas de membros dos Capacetes Brancos após a rendição de grupos terroristas no Sul da Síria.

Os Capacetes Brancos apresentam-se como uma organização humanitária apesar de terem participado na luta, nomeadamente cortando a água durante 42 dias aos 5,6 milhões de habitantes de Damasco [1]. Muitos membros dos Capacetes Brancos são, além disso, igualmente membros a título individual da Alcaida ou do Daesh (E.I.).
Os Capacetes Brancos serão acolhidos não apenas no Reino Unido e no Canadá, mas também nos Países Baixos e na Alemanha.
Tradução
Alva
[1] “Uma «ONG humanitária» priva de água 5,6 milhões de civis”, Tradução Alva, Rede Voltaire, 7 de Janeiro de 2017.


Uma «ONG humanitária» priva de água 5,6 milhões de civis


  



Os jiadistas que poluíram, em 24 de Dezembro de 2016, as fontes do Barada —o rio que alimenta de água os mais de 7 milhões de habitantes de Damasco e da sua região— e fizeram explodir as canalizações, publicaram uma declaração fixando as suas condições .
Actualmente 5,6 milhões de civis estão totalmente privados de água corrente desde há duas semanas. As autoridades conseguiram distribuir à população, uma a duas vezes em quinze dias, água em camiões-cisternas, à razão de 50 litros por família. Exceptuando os bidões que puderam encher para as suas necessidades sanitárias e de cozinha, os habitantes têm que comprar água mineral engarrafada para o seu consumo de água potável.
Segundo a «Declaração de Barada», os jiadistas só deixarâo os engenheiros limpar e reparar as fontes no Barada se o Exército Árabe Sírio e Hezbolla puserem termo aos combates (quer dizer se a República Árabe Síria capitular).
Numa carta dirigida ao Conselho de Segurança, a Síria denunciou a planificação desta operação pelas potências que apoiam e armam os jiadistas.
Entre os sete grupos jiadistas signatários do documento figuram os «Capacetes Brancos» («White Helmets»- ndT), ditos «Defesa civil síria». Esta «ONG humanitária» (sic) foi criada e é dirigida por um oficial do MI6, James Le Mesurier, promovido pela rainha Isabel, em 2016, ao grau de oficial Império Britânico. Esta organização encharca os média com imagens chocantes destinadas a provar «os crimes do regime», e sobre as quais foi muitas vezes demonstrado não serem mais que puras encenações propagandísticas.
A participação desta «ONG humanitária» nos combate foi provada. O Ministério russo da Defesa descreveu-a como próxima da Al-Qaida».
Os Capacetes Brancos são financiados pela Alemanha, pela Dinamarca, pelos EUA, pela França, pelo Japão, pelos Países Baixos e pelo Reino Unido.
A 19 de Outubro de 2016, o Presidente da República Francesa, François Hollande, o seu Ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean-Marc Ayrault, e a Presidente da Comissão de Assuntos Estrangeiros da Assembleia Nacional, Elisabeth Guigou, receberam no Eliseu uma delegação dos Capacetes Brancos, incluindo o presidente do Comité «civil» de Alepo (sic), auto-proclamado «presidente da Câmara» («prefeito de Alepo»-br) (re-sic), Hagi Hasan Brita.
A França tinha apresentado, em vão, a candidatura dos Capacetes Brancos ao Prémio Nobel da Paz.
De acordo com o Direito Internacional, o facto de se privar civis de água é considerado como um crime de guerra.
JPEG - 43.4 kb
Tradução
Alva

No comments:

Post a Comment

ÍNDICE


“Copyright Zambon Editore”

PORTUGUÊS

GUERRA NUCLEAR: O DIA ANTERIOR

De Hiroshima até hoje: Quem e como nos conduzem à catástrofe

ÍNDICE

MARIA BUTINA

11796379_858167404273027_556830684833804

I'M MARIA AND I NEED YOUR HELP.

MY STORY





THE PUTIN INTERVIEWS


The Putin Interviews
by Oliver Stone (
FULL VIDEOS) EN/RU/SP/FR/IT/CH


http://tributetoapresident.blogspot.com/2018/07/the-putin-interviews-by-oliver-stone.html




TRIBUTE TO A PRESIDENT


NA PRMEIRA PESSOA

Um auto retrato surpreendentemente sincero do Presidente da Rússia, Vladimir Putin

CONTEÚDO

Prefácio

Personagens Principais em 'Na Primeira Pessoa'

Parte Um: O Filho

Parte Dois: O Estudante

Parte Três: O Estudante Universitário

Parte Quatro: O Jovem especialista

Parte Cinco: O Espia

Parte Seis: O Democrata

Parte Sete: O Burocrata

Parte Oito: O Homem de Família

Parte Nove: O Político

Apêndice: A Rússia na Viragem do Milénio


DANIELE GANSER

contaminação nos Açores



Subtitled in EN/PT

Click upon the small wheel at the right side of the video and choose your language.