GIULIETTO CHIESA

WWIII

CROATIAN  ENGLISH   ESPAÑOL  GREEK  NEDERLANDS  POLSKI  PORTUGUÊS EU   PORTUGUÊS BR  ROMANIAN  РУССКИЙ

What part will your country play in World War III?

By Larry Romanoff, May 27, 2021

 

The true origins of the two World Wars have been deleted from all our history books and replaced with mythology. Neither War was started (or desired) by Germany, but both at the instigation of a group of European Zionist Jews with the stated intent of the total destruction of Germany. The documentation is overwhelming and the evidence undeniable. (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10) (11)

         Read More

BRUTALITY

BRUTALITY IN ACTION

AND NO ONE REACTS AGAINST AND OPPOSES IT!!!....

BRUTALIDADE EM ACÇÃO

E NINGUÉM REAJE CONTRA ELA E SE OPÕE!!!...

https://twitter.com/backtolife_2023/status/1589485984361873408?s=20&t=7vdffgzpUFi2yeU4FxCHng

 



Thursday, March 19, 2020

Valentin Vasilescu -- O que há verdadeiramente por trás das zonas de exclusão aérea A2 / AD da Rússia


As zonas de exclusão aérea russas atestam uma vez mais a superioridade técnica do armamento russo. O que não impede os Estados Unidos de conservar cadeias de produção sem igual e corresponde à sua mudança de prioridade: já não mais a Rússia, mas, sim a China. O que já fora o caso durante a Segunda Guerra Mundial, onde uma superioridade técnica da Alemanha havia forçado os EUA a posicionarem-se sobre a frente do Pacífico.

 | BUCARESTE (ROMÉNIA)  

JPEG - 39.6 kb
Uma invasão terrestre surpresa de forças da OTAN não atemoriza a Rússia. Ela dispõe de bastantes meios de combate para opor desde o início. A sua única vulnerabilidade situa-se ao nível dos seus bastiões avançados do Mar Negro e do Mar Báltico: a Crimeia e Kaliningrado.
A Rússia criou em torno da Crimeia e do enclave de Kaliningrado zonas de interdição aérea, «uma bolha» A2/AD, que impede a OTAN de entrar no seu espaço aéreo. Até à data, impedir um avião (avião ou míssil de cruzeiro) de atingir um alvo no solo fazia-se detectando-o e destruindo-o. Aviões de intercepção, mísseis e artilharia antiaérea são utilizados para este efeito. Os peritos da OTAN notaram a complexidade do dispositivo A2/AD, que é estratificado, com uma forte densidade de meios, todos integrados nos sistemas de gestão automatizados de tipo Polyana D4M1.

Mas isso é apenas a ponta do iceberg. No arsenal das suas zonas de exclusão aérea A2/AD, a Rússia introduziu igualmente várias novas categorias de sistemas, com uma eficácia máxima (no combate e na segurança durante combate) que a OTAN não pode contrariar. A categoria concernente à segurança de combate inclui os equipamentos russos de empastelamento 1RL257 Krasukha-4 e R-330ZH Zhitel que criam um «escudo da invisibilidade» dos elementos de defesa mais importantes. Esses sistemas só actuam contra sistemas de detecção e orientação de tiro a partir de meios aéreos. Eles aniquilam os sistemas de orientação dos mísseis de cruzeiro inimigos, dos aviões de ataque e das munições inteligentes lançadas pelo inimigo. Por exemplo, o empastelamento anula elementos como:
1 – os radares a bordo de aviões de ataque e mísseis. 2 – as linhas de transmissão de dados a partir de aviões e de mísseis de cruzeiro. 3 – os receptores de posicionamento GPS nos aviões, os mísseis de cruzeiro e as bombas lançadas por aviões. 4 – os sensores de infravermelho e as frequências de orientação laser de mísseis e de bombas lançadas pelos aviões.
Se o Exército norte-americano, na base aérea iraquiana de Ain al-Assad, tivesse sistemas de empastelamento semelhantes aos da Rússia nenhum dos misseis balísticos iranianos teria atingido o seu alvo.
No entanto, este «escudo de invisibilidade» não pode impedir uma operação de desembarque marítimo encetado pela marinha dos EUA, a mais poderosa do mundo. Para eliminar esta vulnerabilidade, o segundo novo tipo de sistema, no qual são baseadas as zonas de exclusão aérea russa A2/AD, dispõe de mísseis hipersónicos. Só a Rússia dispõe de tais meios que não podem ser interceptados por um escudo anti-balístico ou um sistema antiaéreo. Por conseguinte, o A2 / AD russo não se limita apenas a defender a zona de vulnerabilidade, mas alarga também consideravelmente o campo de batalha contra a invasão por via marítima, levando os combates para onde a Marinha dos EUA não poderá nem defender-se, nem ripostar.
A Rússia possui dois tipos de mísseis hipersónicos. O Kh-47M2 Kinzhal, já operacional, tem um alcance de 2.000-3.000 km (contra 1.300-1.700 km, o raio de acção do míssil de cruzeiro BGM-109 Tomahawk, ou 900 km, raio de acção do avião embarcado F/A-18). O Kinzhal tem uma velocidade de Mach 10 (14.700 km/h), voa a uma altitude de 19 km e é lançado a partir das aviões MiG-31 e Tu-22M. O 3M22 Zirkon, que está em fase avançada de testes, tem um alcance de 1.000 km, voa a uma altitude de cruzeiro de 40 km, a uma velocidade de Mach 8-9 (9.800-11.000 km/h) e tem a capacidade de realizar manobras laterais e em altitude (horizontais e verticais). Destina-se prioritariamente a equipar pequenas embarcações de superfície (navios patrulha, corvetas, fragatas) da frota do Báltico e do Mar Negro. O alcance dos mísseis hipersónicos russos é superior ao dos aviões embarcados nos porta-aviões e dos mísseis de cruzeiro dos EUA. O seu equipamento deverá permitir-lhes guiar-se até ao fim da sua trajectória para um impacto preciso nos navios de superfície em movimento. A probabilidade de romper a defesa antiaérea é absoluta (100%). É por isso que a missão do míssil hipersónico é a de afundar, em 5 a 10 minutos, um grupo naval de invasão dos EUA, composto de 50 a 70 unidades de combate, antes de este poder lançar os seus aviões e os seus mísseis de cruzeiro.
Para a Rússia, do ponto de vista cronológico, a necessidade de criar zonas de exclusão aérea e naval surgiu com o Euromaidan de Kiev, uma vez que um dos objectivos perseguidos pelos Estados Unidos era o de substituir nas bases navais da Crimeia os navios da Frota russa do Mar Negro pelos da 6ª Frota dos Estados Unidos. Pode dizer-se que a decisão de Washington de aumentar a pressão sobre a Rússia foi uma muito má decisão, com um efeito oposto ao esperado. Porque os Estados Unidos forçaram a Rússia a mudar radicalmente os princípios de confronto em combate, criando, para isso, novos sistemas para os quais os Estados Unidos não têm nenhum antídoto. Os Estados Unidos não haviam previsto que a Rússia pudesse montar o míssil hipersónico Zirkon num contentor de lançamento de um navio comercial, no Mediterrâneo ou no Mar do Norte. O que permitirá afundar os porta-aviões norte-americanos antes da sua entrada no Mar Negro ou no Mar Báltico.
Tradução
Alva

No comments:

Post a Comment

Note: Only a member of this blog may post a comment.

Manifestações

2007 Speech

UKRAINE ON FIRE

Discurso do Presidente da Rússia, Vladimir Putin, na manhã do dia 24 de Fevereiro de 2022

Discurso do Presidente da Rússia, Vladimir Putin, Tradução em português




Presidente da Rússia, Vladimir Putin: Cidadãos da Rússia, Amigos,

Considero ser necessário falar hoje, de novo, sobre os trágicos acontecimentos em Donbass e sobre os aspectos mais importantes de garantir a segurança da Rússia.

Começarei com o que disse no meu discurso de 21 de Fevereiro de 2022. Falei sobre as nossas maiores responsabilidades e preocupações e sobre as ameaças fundamentais que os irresponsáveis políticos ocidentais criaram à Rússia de forma continuada, com rudeza e sem cerimónias, de ano para ano. Refiro-me à expansão da NATO para Leste, que está a aproximar cada vez mais as suas infraestruturas militares da fronteira russa.

É um facto que, durante os últimos 30 anos, temos tentado pacientemente chegar a um acordo com os principais países NATO, relativamente aos princípios de uma segurança igual e indivisível, na Europa. Em resposta às nossas propostas, enfrentámos invariavelmente, ou engano cínico e mentiras, ou tentativas de pressão e de chantagem, enquanto a aliança do Atlântico Norte continuou a expandir-se, apesar dos nossos protestos e preocupações. A sua máquina militar está em movimento e, como disse, aproxima-se da nossa fronteira.

Porque é que isto está a acontecer? De onde veio esta forma insolente de falar que atinge o máximo do seu excepcionalismo, infalibilidade e permissividade? Qual é a explicação para esta atitude de desprezo e desdém pelos nossos interesses e exigências absolutamente legítimas?

Read more

ARRIVING IN CHINA

Ver a imagem de origem

APPEAL


APPEAL TO THE LEADERS OF THE NINE NUCLEAR WEAPONS' STATES

(China, France, India, Israel, North Korea, Pakistan, Russia, the United Kingdom and the United States)

中文 DEUTSCH ENGLISH FRANÇAIS ITALIAN PORTUGUESE RUSSIAN SPANISH ROMÂNA

manlio + maria

MOON OF SHANGHAI site

LR on CORONAVIRUS

LARRY ROMANOFF on CORONAVIRUS

Read more at Moon of Shanghai

World Intellectual Property Day (or Happy Birthday WIPO) - Spruson ...


Moon of Shanghai

L Romanoff

Larry Romanoff,

contributing author

to Cynthia McKinney's new COVID-19 anthology

'When China Sneezes'

When China Sneezes: From the Coronavirus Lockdown to the Global Politico-Economic Crisis

manlio

James Bacque

BYOBLU

irmãos de armas


Subtitled in PT, RO, SP

Click upon CC and choose your language.


manlio

VP




Before the Presidential Address to the Federal Assembly.



The President of Russia delivered
the Address to the Federal Assembly. The ceremony took
place at the Manezh Central Exhibition Hall.


January
15, 2020


vp

President of Russia Vladimir Putin:

Address to the Nation

Address to the Nation.

READ HERE


brics


Imagem

PT -- VLADIMIR PUTIN na Sessão plenária do Fórum Económico Oriental

Excertos da transcrição da sessão plenária do Fórum Económico Oriental

THE PUTIN INTERVIEWS


The Putin Interviews
by Oliver Stone (
FULL VIDEOS) EN/RU/SP/FR/IT/CH


http://tributetoapresident.blogspot.com/2018/07/the-putin-interviews-by-oliver-stone.html




TRIBUTE TO A PRESIDENT


NA PRMEIRA PESSOA

Um auto retrato surpreendentemente sincero do Presidente da Rússia, Vladimir Putin

CONTEÚDO

Prefácio

Personagens Principais em 'Na Primeira Pessoa'

Parte Um: O Filho

Parte Dois: O Estudante

Parte Três: O Estudante Universitário

Parte Quatro: O Jovem especialista

Parte Cinco: O Espia

Parte Seis: O Democrata

Parte Sete: O Burocrata

Parte Oito: O Homem de Família

Parte Nove: O Político

Apêndice: A Rússia na Viragem do Milénio


contaminação nos Açores



Subtitled in EN/PT

Click upon the small wheel at the right side of the video and choose your language.


convegno firenze 2019